“There’s no such thing as Strategy, just Tactics, Tactics, Tactics” Really?!

difer1

Tenho a certeza que neste semestre foram os conceitos mais ouvidos, sempre juntos como se de um par famoso se tratasse e sempre pela mesma ordem, Estratégia primeiro e Táticas depois, não deve ser casual…

Tão interligados que se torna difícil por vezes identificá-los “per si”, devido a sua importância merecem uma definição condigna para que não restem dúvidas:

Estratégia: Ciência das operações militares. Combinação engenhosa para conseguir um fim. https://www.priberam.pt/dlpo/estratégia

strat3

Tática: Arte de dispor e de empregar as tropas, no terreno, onde devem combater. Habilidade, para dirigir qualquer situação ou negócio. https://www.priberam.pt/dlpo/tática

tac1

Está mais claro?! Talvez seja melhor reforçar…

difer5

  • A estratégia é o plano que traçamos para chegar rapidamente ao nosso destino.  A tática é o meio que nos permitirá executar a estratégia definida.

capa1

  • A estratégia é estudo, planeamento e conceção. A tática é oportunidade e execução.

 

Tática é saber o que fazer quando há o que fazer; estratégia é saber o que fazer quando não há nada a fazer”. Tartakower.

difer3

Estratégia e tática designações diferentes mas complementares e essenciais para a obtenção de um bom resultado.

Anexo

A Arte da Guerra | History.com https://www.youtube.com/watch?v=Pfr2_0bQJzw&feature=youtu.be

Links

http://smartkiss.net/estrategia-de-social-media-para-negocios-b2b/

https://www.linkedin.com/pulse/chapter-5-leading-managing-dave-maloufhttp://smartkiss.net/estrategia-de-social-media-para-negocios-b2b/

http://charliesaidthat.com/digital/digital/difference-between-marketing-strategy-vs-tactics-an-example/

http://sheltonbusinessservices.com/2014/11/24/what-are-strategies-and-tactics/

 

 

Sobre a Liberdade | John Stuart Mill

Book

“It is to be hoped that there is no longer any need to defend the ‘liberty of the press’ as one of the protections against corrupt or tyrannical government.”

 Parece impossível que Stuart Mill (1806-1873) tenha escrito esta sua obra “On Liberty” em 1859. Elaborada após o falecimento da mulher e a ela dedicada de modo eloquente.

Já passaram dois séculos e ainda hoje muitas das matérias representam a atualidade. Parece a obra de um visionário de tal maneira as ideias explanadas e desenvolvidas são assuntos ainda hoje constantemente abordados, que nos afetam e geram debate.

O cerne da comunicação nesta obra prende-se com a necessidade de haver debate de ideias, de existirem várias opiniões. Nunca saberemos se a nossa realidade não poderá ser ainda mais verdadeira se não a confrontarmos com outra. Não existe vantagem em comunicar unicamente o erro sem comunicar também a verdade. O erro confirma, melhora e complementa a verdade. São inerentes e necessários. Só o conhecimento de um permite a afirmação do outro.

Este debate, esta compreensão só se atinge com a existência de liberdade de expressão total. Sem que, no entanto, possa existir invasão do espaço do outro, o que unicamente será permitido em casos de notória falta de faculdades ou caso envolva crianças.

“Your rights end where his nose begins”

É o enfatizar da liberdade individual e a exigência de que temos de fazer uso dela em detrimento da imposição social de que todos devemos andar a um mesmo ritmo sem considerar mudanças. Devemos questionar sem aceitar o que nos é proporcionado pelos nossos antecedentes. As nossas capacidades vão muito além da imitação.

A opressão da sociedade em relação à individualidade e a falta de reação poderá conduzir a países formatados e constituídos por rebanhos de ovelhas, que mesmo assim, segundo afirma Stuart de Mill, poderão ter mais capacidade de raciocínio que nós.

“Human beings are not like sheep; and even sheep are not undistinguishably alike”

Para quem ficou confundido e curioso sobre toda esta temática, aconselho vivamente a leitura do livro e até vos deixo o link da obra na sua versão original.

Para mim, que fiquei surpreendida e interessada, o próximo será:

foto2

Links: http://www.gutenberg.org/files/34901/34901-h/34901-h.htm

PR Stack – A Caixa de Ferramentas

box

Esta semana fomos convidados à investigar sobre PR Stack. Nunca tinha ouvido falar, nem sequer me tinha cruzado com esta designação nos documentos lidos nestes dois últimos anos.

E como sempre quando isto acontece, comecei a minha investigação e “Google it”. Em português não consegui encontrar nada que me ajudasse, fiquei surpreendida. Avancei para o inglês e aí sim encontrei tudo o que precisava.

O PR Stack é como uma “caixa de ferramentas” online que contém mais de 250 instrumentos que permitem aos profissionais executar tarefas específicas e facilitar os processos complexos. Existem variadas ferramentas desde filtros à edição de programas.

texto1

O acesso é fácil https://prstack.co/#/, são apresentadas áreas para seleção (publicity/media relations; branded/owned media; influence areas relations ou community) e depois é só escolher os resultados (goals) que pretendemos obter (planning; insighns; management; content, channel, monitoring e analytics).

pc

A partir destas duas opções surgem as ferramentas consideradas adequadas à nossa consulta e que deveremos estudar de modo a concluirmos qual a melhor opção para o que pretendemos.

Existem dois livros para download gratuito que explicam em detalhe o modo de trabalho deste site discriminando todas as ferramentas envolvidas.

Optei por três aplicativos ligados à Google, pela simplicidade de utilização, excelente capacidade de resposta e de uma utilidade extrema

1. Google Alerts https://www.google.pt/alerts

Esta ferramenta monitoriza a web à procura dos conteúdos solicitados e alerta o usuário dos resultados encontrados. Muito fácil de usar e com uma resposta eficaz. Permite, por exemplo, pela procura do nome de uma empresa, obter todas as notícias ou menções à mesma. Essa informação é enviada para o nosso e-mail com os correspondentes links. Quando solicitamos um alerta é imediatamente elaborada uma triagem das últimas notícias relativas ao “assunto” em apreço, o que nos permite iniciar de imediato a investigação.

Para uso frequente quando se quer estar atualizado sobre alguma matéria pertinente.

texto2

texto 3

2. Google Scholar/Académico https://scholar.google.pt/

Esta ferramenta monitoriza a web à procura dos conteúdos de índole exclusivamente académico. Os resultados obtidos são garantidos e a informação credível. Como a anterior ferramenta apresentada, esta também é simples de utilizar e com uma ótima capacidade de resposta.

texto4

Os resultados são obtidos em publicações de entidades de ensino, em livros, revistas ou quaisquer publicações desde que sejam verosímeis. Por vezes não são disponibilizadas as versões completas mas permite visualizar parte do texto, nome do autor e informação relativa à publicação.

Permite criar uma biblioteca na nossa caixa de correio e modificar as definições de acordo com o pretendido.

É imprescindível no mundo universitário mas também no profissional, pois permite atualizações relativas aos trabalhos executados por outros sobre determinado setor ou matéria.

Para uso diário de universitários e estudantes em geral (e não só).

3. Google Suggest http://keywordtool.io/google-suggest

Esta função Google é rápida e intuitiva. Funciona sugerindo resultados assim que o usuário começa a digitar o termo que procura. Automaticamente dá sugestões para completar a palavra, adicionando termos passíveis de serem associados. As propostas surgem não só dos vários históricos existentes como também de anteriores pesquisas nossas, obtendo-se assim, através desta associação, um resultado único.

texto5

Na ordem de apresentação dos resultados são equacionadas diferentes variáveis como por exemplo, importância, popularidade, idioma, e “moda”. Para usar diariamente, é um facilitador de tarefas.

texto6

Stephen Waddington

http://wadds.co.uk/2015/02/25/meet-prstack-community-web-app-step/

http://wadds.co.uk/2015/03/26/prstack-toolbox-free-public-relations-tools/